Amigos

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Regina Lemos jornalista diplomada pela PUC do RS. Registro MTB nº 4312. Editora deste blog que aborda assuntos de Turismo, Eventos e Negócios. Produz matérias no Brasil e no exterior. Carreira iniciada no Jornal Zero Hora em 1977 onde atuou como repórter e fotógrafa no caderno de Variedades. A seguir, na RBS TV, trabalhou como repórter, com matérias produzidas para os jornais da emissora. Repórter especial do "Fantástico" e do programa "Mais Você", Rede Globo | São Paulo. Trabalhou na Rádio CBN do Rio de Janeiro e São Paulo. Produziu e apresentou um quadro direto da Delegacia da Mulher, no programa do comunicador Paulo Lopes, na Rádio Globo, em São Paulo. Repórter do "Programa de Domingo", na Manchete-Rio, com Paulo Alceu e Carolina Ferraz. E-mail reginadelemos@hotmail.com

24 de setembro de 2012

Os 100 anos do Colégio Cruzeiro do Sul

As comemorações iniciaram com a solenidade da entrega do sino de bronze que pertenceu ao Colégio Cruzeiro do Sul.  Este agora , retorna ao seu lugar de origem, no canto da entrada do prédio onde permanceu e soou por muitas décadas.

Neste local atualmente funciona  outro educandário: o colégio Pastor Dohms.

 O Cruzeiro do Sul foi um dos mais importantes   colégios  do Rio Grande do Sul . Após ter sido instalada a crise, não conseguiu sustentar a dívida que o levou à falência e confisco de bens.

Mas a chama de amor ao Cruzeiro nunca se extinguiu e desperta nos ex-alunos, sentimentos saudosistas que o tempo jamais irá apagar.

No final da tarde  de 14 de setembro, os ex-alunos começaram a chegar ao colégio, localizado na avenida  Arnaldo Bohrer, em Teresópolis, bairro da zona sul de Porto Alegre.


Muitos levaram filhos e netos para a cerimônia como é o caso de Isis Reis que foi aluna e professora do Cruzeiro.
Abraços saudosos dos amigos e colegas e o sorriso de Paulo R. Appel que participou de todos os momentos marcantes como aluno e filho do diretor do Colégio Cruzeiro do Sul.


Alunos e direção do colégio Dohms também participaram da cerimônia enquanto os ex-alunos insinuavam tocar o sino.Mas esta era tarefa para alguém especial que acompanhou de perto toda a história do colégio em que estudaram personalidades famosas e escritores, como Érico Veríssimo e Josué Guimarães.


Após o descerramento da placa, o professor Hennig reinaugurou o sino que  soará
como nos velhos tempos para anunciar o início e o final das aulas.



          
No auditório alunos mostraram os dotes artísticos apresentando lindas canções.
                                                          

                                                             A  Festa

A grande festa dos 100 anos do Colégio Cruzeiro do Sul foi realizada no Teresópolis Tênis Clube, em Porto Alegre, em 15 de setembro de 2012 e foi marcada por fortes emoções.

Os professores também estiveram presentes e uma das mais cumprimentadas foi Zina Appel que já passou dos 90 anos e se mantém saudável .

No salão, o reencontro feliz entre amigos que apesar do tempo, ainda são os mesmos de décadas  atrás, quando sonhavam construir um futuro promissor.

E para a grande maioria, os sonhos realizaram-se graças aos ensinamentos de mestres que não mediam esforços para o sucesso e aprendizado dos alunos daquele importante educandário.


      Nas mesas, a conversa gira sobre os velhos tempos do colégio.
    Sempre tem alguém para lembrar uma velha história.



O Hino do Colégio ainda está gravado na memória dos ex-alunos e costuma ser cantado no início de todos os eventos festivos ou cerimônias referentes ao Colégio Cruzeiro do Sul.


Após o jantar, a música ao vivo anima os casais. Muitos se conheceram quando eram estudantes  e acabaram no altar.


Os rítmos contagiantes variavam do bolero ao rock  e ninguém ficou sentado.
A festa só terminou de madrugada com a turma animada e pronta para os novos encontros , realizados com frequência, no Teresópolis Tênis Clube.

Galeria de fotos








7 comentários:

Anônimo disse...

Regina!! Acabei de ver as fotos da festa do Cruzeiro! Muito, muito obrigada pelas fotos da Vo' Zina! So' nao consigo fazer o download para ficar com algumas delas ... Tem como me mandar? Te darei meu email pessoal (nao o daqui). Por favor!!

Beijos,
Suzan

Anônimo disse...

O jantar dançante dos 100 anos do Colégio Cruzeiro do Sul reuniu os ex-alunos através destes anos.Adorei o evento, na companhia dos meus inesquecíveis alunos e colegas do corpo docente.
Agradeço o incentivo que a minha amiga Regina Lemos me deu para comparecer a esta magnífica festa.
Fiquei muito emocionada quando cantei o Hino do Colégio.
Ano que vem estarei lá nos 101 do meu amado Cruzeiro do Sul.

Dione Souza Franzen- professora

Mìrian Caldas disse...

Regina! Só uma pessoa com tanta ensibilidade como tu,para descrever todas as emoções que nós Cruzeiristas sentimos ao ver nosso sino a Badalar novamente no coração daquele prédiopor onde passamos e vivemos os dias mais lindos de nossa infância e Juventude! Nosso Baile foi um reencontro com a alegria e com pessoas tão especiais que estiveram em algum momento trazendo muito mais luz aos nossos dias! grande beijoka em teu doce e terno coração ! Esta tua matéria esta belíssima,tocou fundo meu grande coração CRUZEIRISTA.Sucesso sempre amiga!!

O MARAVILHOSO MUNDO DA FRU disse...

Isis Reis disse...
Amei ler tua reportagem, gostaria de poder dizer todas estas maravilhas, que tu dissestes, mas como bem disse a Miriam , só tu mesmo para colocar em um texto todas as emoções que sentimos, tanto na reposição do sino no seu antigo local, como na magnifica festa que nos emocionou, encantou e, mais uma vez, aproximou.
Obrigada Regina, por tanta alegria.Grande beijo neste coração CRUZEIRISTA, como o de todos nós!!!♥

Chico Jung disse...

Amiga Regina! Que bom que abriste um espaço para os nossos comentários. Para quem participou ativamente, em 1962, na quarta série ginasial, das comemorações do cinquentenário do Cruzeiro, falar do centenário emociona este ex-aluno principalmente por ser uma pessoa apaixonada pelo colégio, inconformado com o seu desaparecimento. Cada vez mais devemos cultivar os encontros que a Associação nos proporciona para evitar que as estrelas que compõe o Cruzeiro do Sul se apaguem. O hino do cinquentenário, composto pelas professoras Terezinha Truda e Ilka Apppel, até hoje é atual e traduz todo o meu sentimento em relação a esta querida Escola.

Gilda disse...

É sempre com o coração batendo mais forte que falo ou escrevo sobre o meu querido Cruzeiro do Sul, despertar de nossas vidas, encantos e anseios juvenís... Inesquecível pelos valor, pelos amigos que ali fiz, pela bagagem de aprendizado recebida, pela arquitetura dos seus prédios, pela história de minha família a ele aliada. Estive presente e atuante no cinquentenário, 1962, e hoje, essa memória estreita laços e amplia relações de amizade como se mais cinquenta anos não houvessem passado... mas passaram... Hoje Cruzeiro amigo tu reúnes teus filhos e confraternizas com eles a vitória de ter sido grande sempre, como ainda o és em nossos corações!!!! Beijo Regina, belíssima matéria. Gilda

Marcia MP disse...

E tem algum blog sobre a festa que ocorrera em Setembro/2017?