Amigos

Total de visualizações de página

Quem sou eu

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Regina Lemos jornalista diplomada pela PUC do RS. Registro MTB nº 4312. Editora deste blog que aborda assuntos de Turismo, Eventos e Negócios. Produz matérias no Brasil e no exterior. Carreira iniciada no Jornal Zero Hora em 1977 onde atuou como repórter e fotógrafa no caderno de Variedades. A seguir, na RBS TV, trabalhou como repórter, com matérias produzidas para os jornais da emissora. Repórter especial do "Fantástico" e do programa "Mais Você", Rede Globo | São Paulo. Trabalhou na Rádio CBN do Rio de Janeiro e São Paulo. Produziu e apresentou um quadro direto da Delegacia da Mulher, no programa do comunicador Paulo Lopes, na Rádio Globo, em São Paulo. Repórter do "Programa de Domingo", na Manchete-Rio, com Paulo Alceu e Carolina Ferraz. E-mail reginadelemos@hotmail.com

1 de agosto de 2009

Colégio Cruzeiro do Sul- Porto Alegre-RS


Aqui neste pavilhão, simples de madeira, eram feitas as reuniões e tantas outras festas, como o encerramento do ano letivo do curso primário. A cerimônia geralmente era esperada com uma certa ansiedade por parte dos estudantes. A direção do Colégio incentivava os alunos com prêmios e medalhas. Era um honra receber premiações, nem que fosse uma  pequena medalhinha, por mérito de  assiduidade . Como nunca faltava às aulas, era comum receber o prêmio que colecionava todos os anos, com orgulho. A equipe de esportes também costumava colecionar troféus, distribuídos no final das Olimpíadas aos vencedores das provas e jogos. Integrava a equipe do vôlei. O time vencedor era apaludido e ficávamos felizes com tantas medalhas recebidas que eram guardadas com muito cuidado e exibidas aos amigos.


 Participávamos ainda de  diversas atividades artísticas, onde nossas músicas e raízes culturais costumavam ser preservadas. A professora Rosário Totta Leal e sua  filha Terezinha nos ensinaram  os  hinos  da Pátria e o do colégio, que até hoje cantamos nas reuniões de ex- alunos . Estas professoras viveram o Cruzeiro intensamente e nos passaram  verdadeiros valores culturais, tudo em em ambiente saudável, como se fôssemos uma grande família.

 Lembranças ativam a memória e lembro-me  da professora Iolanda Silva, moradora do bairro,  na rua Bispo William Thomas, em Teresópolis.

 No pavilhão de madeira,  era costume  realizar  cerimônias de final de ano, ocasião em  os alunos declamavam ou apresentavam -se ao público como se estivessem em um palco. Eu  gostava de tocar acordeon e dançar. Chegara a minha vez....A professora , em pé,  anunciava o próximo número  ao público presente : "Agora vamos ver a apresentação da nossa Regina". Ah..que felicidade! Dancei ,  inventei passos e fiquei tão nervosa que no final do"show" mal pude conter as lágrimas . Nem sei o porquê do choro....Fui consolada pela Tia Ilka, aquela doçura em forma de mulher.

Deste pavilhão de madeira nada mais resta. Agora, só um terreno vazio , maltratado que não lembra os tempos de glória do majestoso Cruzeiro do Sul.

Regina Lemos


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

                                                          
Foi neste Colégio - o Cruzeiro do Sul -onde  vivi os tempos dourados de minha vida inteira de estudante.

Por aqui passaram personalidades famosas, como Érico Veríssimo, Josué Guimarães e tantos outros escritores, poetas e  políticos.

O Colégio de nossa infância e de nossos sonhos não existe mais. Morreu aos 91 anos de idade por falência múltipla  em seus cofres , deixando visível  o fracasso de uma administração que permitiu  o extermínio- para sempre - de uma existência de  virtudes e glórias. Permitiram que  o Cruzeiro do Sul chegasse  à falência.
Mas nós, os ex-alunos, estamos presentes e não mediremos esforços para preservar a sua memória. Esta é a nossa missão daqui para a frente!

Nesta foto, podemos ver o prédio onde funcionava o internato. Mais tarde, a Escola Normal, onde fui dipomada.

Temos um blog com postagens de autoria daqueles que nao permitem que o velho Cruzeiro do Sul deixe de existir. Ele ainda vive dentro de cada um dos estudantes que por ali passaram. Todos os momentos passados naquele educandário jamais será esquecido. 

  
As fotos  (3 de outubro de 2010) mostram o antigo prédio do colégio Cruzeiro do Sul sem as cores originais e a casa que serviu de residência ao diretor Paulo Appel e sua família, na rua Arnaldo Bohrer. Hoje, só restam estas paredes. O prédio de alvenaria, estilo colonial, sofreu ação de vândalos e todos os tijolos e a madeira  nobre da antiga residência  foram levados do local.
Mais abaixo, o prédio de estilo inglês que serviu de internato  aos estudantes. A maioria  vinha  do interior do estado, porque  os pais  escolhiam o que havia de  melhor no quesito educação para seus filhos. E o melhor era  sem dúvida o Cruzeiro do Sul  que será  para sempre glorificado , enquanto houver um  cruzeirista para contar sua história.
Regina Lemos




Fotos:Regina Lemos 2010


Acesse o blog:
                                           /www.anossaturma-cruzeiristas.blogspot.com


9 comentários:

Julio disse...

Regina nao mudastes nada!!! Consegui me lembrar de ti. Me formei no Cruzeiro em 1962 no cientifico. Acho que tu eras de uma turma anterior a minha. Um forte e saudoso abraco. Julio Hochberg.

João Custodio disse...

Estou pegando uma carona fantástica, e atrasada... fui interno no Cruzeiro do Sul nos anos de 1963/64 onde cursei o 1º e 2º ginasial. A história é longa... quanta nostalgia... um tempo maravilhoso... grande camaradagem... desde 1965 que não sei o que foi feito das pessoas com as quais dividi momentos inesquecíveis.
Fiquei profundamente emocionado quando, por acaso, acessando o Google tive o prazer de rever fotos do querido e saudoso colégio e a figuraça do professor Ernany, grande pessoa, e do "Cocão", como era chamado por nós na época o Professor Paulo Apple. Parabéns e obrigado por esse momento. Acessei o Youtube também e quando assisti o trabalho que o Duval Dornelles desenvolveu com a trilha sonora de Cinema Paradiso, aí foi demais para o coração do sex-agenário.
Detalhe, sou Petropolitano de nascimento, criado no Rio e em Brasília e não sou filho de militar. Como fui parar lá? A história é longa... e como valeu!!!
Eu sou o João Custodio da Veiga Rezende Junior, meu apelido no colégio, lógico, era o "Carioca".

João Custodio disse...

João Custodio da Veiga Rezende Junior - rei.reza@gmail.com

Ana Flor disse...

Boa noite, Regina!
Tomei a liberdade de publicar uma de suas fotos do Cruzeiro no meu blog, com o link para cá, claro.
Espero que tudo bem para você.
Aqui está o post: Hepatite C entre seus amigos e familiares.

carinhosa disse...

È uma hora entrar no teu blog,tem uma raridade de fotos,isso ficou em nossa mente e no nosso passado,foi algo que nos trouxe alegrias,realizações como ser humano,hoje somos adultos conscientes,tudo graça á educação, que naquela época era levada á sério.
Adorei rever o cruzeiro onde estudei,e ele fez parte da minha formação...Agradeço por ter pessoas conscientes da importância do colégio cruzeiro do sul..

Ana Maria Valente disse...

Que maravilha ver aquele predio onde passei os melhores dias da minha vida.Adorei mais ainda ter encontrado quase todos os meus colegas e amigos deste epoca linda.Bjos.<3




Romulo Oliveira disse...

Regina você foi, és e serás eternamente rainha do cruzeiro.Na época colaborei na tua eleição... Quanta saudade

Joao Antonio Oliveira disse...

Cara Regina.
Fui aluno no Cruzeiro de 1952 a 1958. Era diretor o Prof. Paulo Appel. Foram meus professores Dona Dione, Sueli, Branca, Rosário, Ernani, Marina, Poggetti, Menezes, Nívea, Rosa, Jaime, Heitor, Di Brandi, Herbert Boor, e outros. Alguns já faleceram. Bons tempos, que recordo com carinho.
Se você souber o endereço eletrônico, ou número de telefone de Dona Dione Souza ou de qualquer um dos acima mencionados, gostaria muito que me informasse, via e-mail (jaolive42@gmail.com).
Foi muito bom ler o que você escreveu, e ver as fotos que você colocou.
Saudaçoes azuis e brancas!
Joao Antonio Oliveira

bira disse...

Oi Cruzeiristas!
Estudei no Cruzeiro nos anos de 1954, 1955 e 1956. Ernani, Poggetti, Faruk,Rosa, Jaime,professores, o Toddy, a secretaria Iara.. quanta lembrança. Rever as fotos trazem muitas lembranças. Coledgas como, Getulio Brasil, Trein, Bomacha, Fatori, Larre, Neugebauer e outros colegas me vem a lembrança. Se alguem quiser contatar: ukmimoveis@hotmail.com .
Ubirajara Krüger Moreira/
28 de Outubro de 2016